.

19/11/2010

ANDAI, ENQUANTO TENDES LUZ

 

LUZ_DO~1  

“Disse-lhes então Jesus: Ainda por um pouco de tempo a luz está entre vós.
Andai enquanto tendes a luz, para que as trevas não vos apanhem; pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai.” (João, 12:35.)

A passagem em epígrafe refere-se a um diálogo de Jesus com estrangeiros que foram à Palestina, especialmente, para conhecê-lo. A narrativa de João envolve aspectos interessantes dessa conversa, mas aqui queremos nos ater à advertência final acima transcrita, que Jesus dirige, não só a eles, mas a todos os que o ouviam e, se considerarmos os aspectos mais profundos do ensinamento, a todos nós. Muitas indagações emergem em nossa mente diante dessa passagem: Para onde deveriam dirigir-se os que acolhessem a indicaçãode andar? e, nesse caso, o imperativo está atrelado à luz como condição favorável que se apresentava aos estrangeiros, naquele momento histórico, que deduzimos ser a própria presença do Mestre. Naturalmente, Jesus sabia do que lhe ocorreria na sequência daqueles dias e percebia que não ficaria por longo tempo entre seus discípulos.

Precisamos entender, contudo, que todo ensinamento evangélico tem propósitos mais amplos e transcendentais. Considerando a referência ao Reino como orientação expressa em linguagem metafórica,

compreenderemos que o Reino deDeus não é um lugar e o verbo andar não significa o ato de deslocar-se espacialmente na Terra. Jesus mesmo esclareceu que ninguém pode dizer que o Reino esteja aqui

ou ali, porquanto ele estaria dentro de nós mesmos, sendo, portanto, uma condição a ser criada pelo indivíduo num processo subjetivo de realização. Tudo o que aconteceu depois pode, sem qualquer dúvida, ser identificado com a condição adversa de obscuridade que dificultou a vida das criaturas humanas identificadas com os ideais cristãos: as perseguições sofridas, os sacrifícios no circo romano, as lutas para a consolidação do movimento de divulgação da Boa Nova, a oficialização do Cristianismo como religião do Estado, que determinaria a descaracterização da doutrina ensinada pelo Cristo, o longo período da Idade Média, que somente cessou com o advento do Renascimento já no século XV.

Hoje, ainda, o homem se confronta com grandes obstáculos, para realizar o que Jesus propôs. Notáveis avanços marcam a história da Humanidade, mas, no que tange à cultura ocidental, parece-nos que a condição favorável para o caminhar do homem no sentido de realizar o que lhe cabe – espiritualizar-se – voltou aos cenários do mundo com o advento do Espiritismo, cujas proposições oferecem a chave que nos permite entender os ensinamentos do Evangelho. Coloquemo-nos, pois, como os atuais destinatários da fala do Mestre. Precisamos tomar consciência de que vivemos um momento favorável ao trabalho interior, para fazer aflorar as virtudes que ainda estão em estado potencial dentro de nós.

O caminho para isso está disponível, caso nos decidamos aos estudos sérios a que somos convocados pelo Espiritismo.Nada se pode conquistar, sem esforço e luta. Nosso empenho será maior, quando  compreendermos que o tempo é um recurso valioso que, embora se renove em outras oportunidades, é, de certa forma, limitado.Nossa permanência na situação favorável depende do aproveitamento da chance que está sendo dada. Na sequência dos acontecimentos, o quadro pode se alterar e maiores se tornarão os obstáculos a serem superados. Busquemos, pois, assimilar o ensinamento principal de Jesus –“Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a vós mesmos”.


Esforcemo-nos para nos tornarmos discípulos do Mestre e estaremos criando condições para superar as amarras materiais e alcançar o conhecimento da verdade que liberta totalmente a criatura da ignorância e do erro.O momento é favorável, o Consolador está entre nós. Sigamos em paz!

SALMO 23

”Cria em mim, ó Deus,  um coracao puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.”( salmo, 51:10)

Mario Frigeri

O Senhor é meu Pastor

E nada me falatará;

Em campinas verdejantes Faz minha alma repousar.

E por veredas de pazE alvoradas  de luz

Eu sigo cada vez mais

Conduzido por Jesus.

Por acaso se um dia eu andasse

Pelo vale da sombra da morte

Mantereria meu animo forte,

Amparado na luz da oracao.

A esperanca e a misericórdiaSeguiriam à frente comigo,

Porque sei que tu és meu amigo

E que moras no meu coracao.

http://www.febnet.org.br

6 comentários:

  1. fez um bem gostoso ler esse post, adoro esse salmo!
    bom dia

    ResponderExcluir
  2. você criou um espaço importante de doutrinação...e tal fato demonstra a verdade"Quando o discípulo está pronto o Mestre aparece",Interessante observar também a utilização de novas ferramentas de trabalho.Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Gracias por su compartir que alegría convivir los hermanos unidos gracias y bienvenidad unidas en oración y un abrazo fraterno

    ResponderExcluir
  4. Marcia,

    excelente texto. Realmente o Reino é individual para depois ser coletivo.
    A nossa busca deve ser interior porque todas as realizações externas que visam a felicidade sempre vem do coração.

    Beijo, Anjo d'além mar

    ResponderExcluir
  5. Querida bom demais este texto...especialmente o salmo, um verdadeiro alento...obrigada por compartilhar...
    Tenha um lindo final de semana...beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir

Amigos, irmaos,
é com maior carinho e amor que recebo seu comentário, sua contribuicao; entretanto - NAO serao publicados comentários de anônimos, pois este espaco aqui é para interargir, trocar, acrescentar; peco - nao perca tempo, caso vc nao queira se identificar.
Desejo de coracao a você que visita este espaco tenha muita paz, luz e consciência evolutiva. Obrigada pela sua visita e seu comentário!