.

04/02/2010

A FRAGILIDADE HUMANA

FRAGILIDADE_AZUL

O livro Boa nova, psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier, contém a narrativa de várias passagens evangélicas.Alguns pequenos trechos do Evangelho ali são explicitados e desenvolvidos, de modo muito tocante. Uma das narrativas é sobre a negação de Pedro.Consta que, na última ceia, Jesus disse que sua hora se aproximava e que, no momento supremo, os discípulos se dispersariam.

Pedro desejou saber aonde o Mestre iria.Afirmou que poderia segui-lo em qualquer situação, a custo da própria vida.Jesus retrucou que, antes do galo cantar, naquela mesma noite, Pedro o negaria três vezes.Pedro sentiu-se ofendido e indagou se o Mestre o considerava mau e endurecido a tal ponto.       Jesus disse não o considerar mau ou ingrato.        Mas, que naquela mesma noite, ele aprenderia que o homem no mundo é mais frágil do que perverso.  Logo mais o Messias foi preso e os Apóstolos debandaram.Pedro começou a refletir sobre possíveis modos de salvar seu Mestre.                            Percebeu que a situação política era muito ruim.    As massas estavam sendo insufladas e acusavam Jesus de feiticeiro, traidor e herético.                                O apóstolo experimentou um grande frio no coração.Pensou nos familiares que dele dependiam, em todos os seus deveres de homem e nos castigos a que se sujeitaria, se afrontasse as convenções de Jerusalém.                                                          Nisso, uma mulher lhe perguntou se era um dos companheiros do profeta recentemente preso.      Pedro negou com veemência, tomado de forte emoção. Tentou justificar-se perante a própria consciência, sob a alegação de que precisava permanecer livre para salvar Jesus.                           Foi novamente abordado, desta vez, por um homem que lhe perguntou se tinha vindo socorrer seu Mestre.Pedro disse nunca ter considerado o preso como mestre.                                               Finalmente, um soldado o acusou diretamente de ser discípulo do Nazareno.                                         Pela terceira vez, Pedro negou com veemência.    Nesse instante, os galos começaram a cantar.        Pedro recordou as palavras do Cristo e tomou-se de infinita angústia.                                               Olhou para o lado em que ficavam as celas e viu o Mestre a contemplá-lo serenamente por entre as grades.                                                                  Sentiu profunda vergonha de seu comportamento, afastou-se de todos e começou a chorar.              Recordou sua vida e o modo ríspido com que sempre condenara os transviados ao longo do tempo.    Pensou que nunca conseguira perdoar as mulheres infelizes.Abatido sob o peso de sua própria falta, começou a compreender as experiências dolorosas dos irmãos de Humanidade.Desabrochou em seu íntimo nova consideração pelos infortunados do Mundo.Desejou ardentemente ajoelhar-se perante Jesus e suplicar-lhe perdão.Nisso, sentiu em Espírito a presença confortadora do Mestre.

E recordou que este lhe dissera:

Pedro, o homem do mundo é mais frágil do que perverso.

* * *

Procure ter isso em mente, em suas relações com os semelhantes:Todos os homens são frágeis, inclusive você.Não lhe convém fazer um juízo severo do próximo, se você também não suporta um olhar atento sobre suas fraquezas.Perante os equívocos alheios, não vista a toga de severíssimo juiz. Apresente-se antes como um irmão compreensivo e generoso, a fim de também merecer tratamento generoso, quando errar.

Redação do Momento Espírita, com base no cap.  XXVI do livro Boa nova, do Espírito Humberto de Campos, psicografia de Francisco Cândido Xavier

15 comentários:

  1. Boa noite! O texto está bom, mas, leia "Os segredos do Pai Nosso, do autor "Augusto Cury".
    São dois livros, o número l, e o 2. Voce vai gostar, entender o comportamento de Jesus, a existencia de Deus.

    abraços.

    ResponderExcluir
  2. Gostei de ler. Apesar deste texto ser muito falado e se já muito conhecido hoje tudo me pareceu novo.
    Obrigado pela partilha da palavra e da sensatez para me aceitar humilde servidor de todos os irmãos, sem pretender em tempo algum ser juiz.
    Usar sempre da caridade nas palavras, pensamentos e obras

    ResponderExcluir
  3. Pura verdade: temos todos a mesma essência!
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  4. Marcia,
    Eu acredito que não existem homens maus, mas sim ignorantes. Existe, sim, a maldade, filha da ignorância.

    Muito bom este texto.

    Um beijo e um excelente dia, Anjo!
    Beijo!
    Jorge

    ResponderExcluir
  5. Do Vitrine de Prata vim para cá...rs

    "...o homem do mundo é mais frágil do que perverso" resume a "natureza humana" cuja essência é amor, e está buscando evoluir.

    A reflexão é profunda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá. Venho desejar-lhe um bom fim de semana.
    Fique bem.

    ResponderExcluir
  7. Olá querída amiga?
    tudo bem com vc
    assim espero que tudo..
    passei por aqui e gostei muito do texto,muito lindo e muito significativo.parabéns ....
    Gostei ,estou vendo que seu blogsite continua como sempre,bonito e muito interessante.
    vou segui-lo mais de perto ok
    espero te conhecer saber como vc é pode ser?
    vai lá no meu painel,perfil,lá tem o meu MSN e E-mail se puder me adciona no msn ok
    te aguardo
    com carínho e amizade sempre
    bjs!!
    Will

    ResponderExcluir
  8. Olá Sonia,
    Grata pela sua visita e sugestao - quando me for possívl providenciarei os livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Direitinho,
    sempre bem vindo a este cantinho!
    Abracos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  10. Olá Soninha,
    Obrigada pela sua visita.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Pois é amigo Jorge,
    tens toda razao, a maldade é filha da ignorância, por este motivo é necessário que o ser humano se permita esclarecer.
    Abracos

    ResponderExcluir
  12. Cada boa ação que você pratica, é uma luz que você acende, em torno dos próprios passos.

    Sim, querida, não somos essencialmente maus. A maldade é fruto da nossa temporária ignorância e passará.
    Abraços de luz e meu desejo de que tua semana seja abençoada.

    Val

    ResponderExcluir
  13. adoro tudo quanto sobre espiritualidade
    adorei o seu blog.
    que Jesus ilumine os seus caminhos de Luz

    ResponderExcluir
  14. adorei tudo de bom para a vossa vida e que deus te abençoi

    ResponderExcluir
  15. Excelente texto...realmente temos que ser condescentes com tudo e com todos, até porque somos humanos falíveis. Tem uma rosa esperando por vc, no jardim das rosas. Uma semana primorosa. Abreijos, guida

    ResponderExcluir

Amigos, irmaos,
é com maior carinho e amor que recebo seu comentário, sua contribuicao; entretanto - NAO serao publicados comentários de anônimos, pois este espaco aqui é para interargir, trocar, acrescentar; peco - nao perca tempo, caso vc nao queira se identificar.
Desejo de coracao a você que visita este espaco tenha muita paz, luz e consciência evolutiva. Obrigada pela sua visita e seu comentário!